URBACT III 20 Redes de Planeamento de Ação aprovadas

Aprovadas em reunião do Comité de Monitorização URBACT, 3 de maio de 2016. 13 redes contam com parceiros nacionais

20 Redes URBACT de Planeamento de Ação foram aprovadas em reunião do Comité de Monitorização URBACT III, realizada a 3 de maio de 2016. São elas:

  1. ArrivalCities, liderada pelo município da Amadora;
  2. VitalCities, liderada pelo município de Loulé;
  3. InFocus, liderada por Bilbao (ES), com um parceiro nacional: o município do Porto;
  4. CityMobilNet, liderada por Bielefeld (DE), com um parceiro nacional: o município de Braga;
  5. Change!, liderada por Eidenhoven (NL), com um parceiro nacional: o município de Amarante;
  6. CityCentreDoctor, liderada por San Dona di Piave (IT), com um parceiro nacional: o município de Amarante;
  7. Boostinno, liderada por Gdansk (PL), com um parceiro nacional: o município de Braga;
  8. Smart Impact, liderada por Manchester (UK), com um parceiro nacional: o município do Porto;
  9. Gen-Y-City liderada por Poznan (PL), com um parceiro nacional: o município de Coimbra;
  10. MAPS liderada por Piacenza (IT), com um parceiro nacional: o município de Espinho;
  11. Agri-Urban, liderada por Baena (ES), com um parceiro nacional: o município do Fundão;
  12. Interactive Cities, liderada por Genoa (IT), com um parceiro nacional: DLBC Lisboa
  13. Second Chance, liderada por Naples (IT), com um parceiro nacional: SRU Porto Vivo;
  14. TechTown, liderada por Barnsley (UK);
  15. Procure, liderada por Preston (UK);
  16. Refill, liderada por Ghent (BE);
  17. Resilient Europe, liderada por Rotterdam (NL);
  18. RetaiLink, liderada por Igualada (ES);
  19. Freight Tails, liderada por Westminster (UK);
  20. Sub>Urban, liderada por Antwerp (BE).

Cada parceiro destas redes irá trabalhar até junho de 2018 no desenvolvimento do seu Plano de Ação Integrado. Com recurso ao método URBACT, este plano deverá ser construído por todas as partes com interesse investido no assunto e reunir diferentes facetas, sociais, económicas e ambientais, numa perspetiva integrada de desenvolvimento urbano sustentável. 

Acompanhe estas redes em urbact.eu

Etiquetas: