RFSC - Reference Framework for European Sustainable Cities

Quadro de referência e instrumento de apoio para a avaliação e a monitorização das cidades sustentáveis no espaço europeu

O Reference Framework For Sustainable Cities (RFSC) é um quadro de referência para cidades sustentáveis (verdes, inclusivas e atrativas) que permite orientar as cidades na integração de Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (SDGs) da Agenda 2030 das Nações Unidas e apoiar o processo de monitorização através de uma plataforma online.

A plataforma RFSC é uma ferramenta amigável de auto-avaliação online gratuita, que visa ajudar as cidades a identificar objetivos de desenvolvimento sustentável e a desenvolver, implementar e monitorizar estratégias e/ou projetos de desenvolvimento urbano sustentável, fornecendo:

  • Um quadro orientador de objetivos, alinhados com a visão europeia das Cidades Sustentáveis e abrangendo cinco dimensões (cada uma com 6 objetivos): territorial, governança, social, económica e ambiental;
  • Um quadro específico para apoiar a implementação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (SDGs) a nível local;
  • Um espaço de co-criação, entre diversos departamentos municipais, organizações locais e os cidadãos e entre diferentes níveis de governança;
  • Uma lista de indicadores de diversas fontes de dados que podem ser usados para desenvolver um sistema de monitorização próprio;
  • Uma plataforma para troca, partilha de experiências e práticas, divulgadas a nível internacional, possibilitando o encontro e aprendizagem entre pares e outros profissionais.

   

 

O RFSC contribui para apoiar políticas e objetivos estratégicos, estando alinhado com:

  • Pacto de Amesterdão – que estabelece o uso de instrumentos, plataformas e programas europeus existentes, tais como o RFSC, entre outros (e.g. Acções Urbanas Inovadoras, URBACT, ESPON, o Pacto de Autarcas, Civitas 2020) (Pacto de Amesterdão, ponto 6)
  • Política de Coesão da União Europeia – especificamente com o Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER), que determina que um mínimo de 5 % do FEDER seja atríbuído, em cada Estado Membro no âmbito do investimento para o crescimento e o emprego, a ações integradas para o desenvolvimento urbano sustentável (Regulamento FEDER, Art.º 7.º Desenvolvimento urbano sustentável)
  • Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ONU) – estabelecidos na Agenda para o Desenvolvimento Sustentável 2030, visando erradicar a pobreza, combater a desigualdade e a injustiça e enfrentar as alterações climáticas, até 2030.

O RFSC surgiu na sequência da Carta de Leipzig sobre cidades europeias sustentáveis (2007), foi divulgado pelos Ministros dos Estados Membros responsáveis pelo desenvolvimento urbano (2012) e é desde 2015 um projeto conjunto do Ministério francês da Coesão Territorial e do Conselho dos Municípios e Regiões da Europa.

Saber mais >>

Data da última atualização: 07/11/2017
0

Etiquetas

Abordagens territoriais integradas Agenda Territorial Agenda urbana Alimentação e agricultura Alterações climáticas Ambiente urbano Arte e cultura Avaliação de políticas Ações inovadoras Baixo carbono boas práticas Cidade-região Cidades inteligentes cidades sustentáveis Coesão territorial Comparação Comunidades locais Conceitos Concurso concursos Conselho da Europa Contratação pública Convenção cooperação activa cooperação nacional Demografia Desenvolvimento sustentável Desenvolvimento territorial desenvolvimento urbano integrado Desenvolvimento urbano sustentável Dinamarca Direitos humanos Diversidade territorial Economia circular Economia e emprego Economia social Educação Espaço público Espaço transfronteiriço ESPON Estratégias nacionais EUKN Evento Fiscalidade Formação Fundo de Desenvolvimento Urbano Fundos europeus Governança Habitação Identidade Imobiliário Inclusão social Indicadores Inovação Inovação social Instrumentos Investigação e conhecimento Itália JESSICA Jovens Lugar marketing territorial Migrações e refugiados Mobilidade e transportes multiculturalismo Municípios Natureza e biodiversidade Nações Unidas Observação OCDE Ocupação do solo Ordenamento do Território Paisagem Parcerias Participação pública Património Pequenas e médias cidades PNPOT Policentrismo POLIS XXI Política de coesão Política nacional Política nacional de cidades prémio Qualidade de vida urbana reabilitação urbana Redes e parcerias urbanas Redes urbanas regeneração urbana revitalização urbana RFSC Rússia Segurança e espaço público Serviços de interesse geral Sistema de gestão territorial Sistemas de informação Sistema urbano Solo Transição digital Transição energética Tratado internacional Turismo União Europeia URBACT Urbanismo Urbanização Urbano-rural Áreas funcionais Áreas metropolitanas